À Escuta: A Cidade Sonora

À Escuta: a Cidade Sonora
Esta instalação multimédia propõe um passeio por 12 locais da cidade de Coimbra. Tem por base uma maqueta arquitectónica da zona de Santa Clara e Baixa de Coimbra, realizada pelos estudantes de Arquitectura da Universidade de Coimbra na disciplina de Projecto.
O passeio sonoro, que inclui as duas margens do Mondego, começa com alguns dos pormenores acústicos da água do rio Mondego, na Ponte do Açude, e termina com os sons da cidade junto ao Memorial Miguel Torga, na margem direita do Mondego.
As paisagens sonoras que aqui podem ser escutadas, remetem para um conjunto de imagens, fotografias e desenhos, que não as ilustram, mas lhe fazem referência.
Ao interagir com a maqueta, o espectador reproduz mentalmente o passeio, apercebendo-se do espaço físico da cidade, através da descoberta das suas paisagens sonoras. 

‘Instruções de Uso’
Tocar nos pinos para ouvir os sons

Guia de Escuta
1. Ponte Açude
O rio Mondego e alguns dos seus pormenores acústicos.
2. Convento de Santa Clara (Nova)
Corpo de Escutas: vozes, muitas vozes, brincadeiras, uma bola, monitoras…
3. Portugal dos Pequenitos
Tráfego, pessoas, vento nas árvores e crianças simpáticas e curiosas que ajudaram à gravação, pisando folhas secas do chão.
4. Convento de Santa Clara (Velha)
O som dos espersores no relvado do convento e alguns pormenores do concerto que ali decorria aquela hora. 
5. Tasca da Ti Irene 
Conversa com a Ti Irene acerca desta famosa casa comercial de Santa Clara e da cidade de Coimbra.
6. O sapateiro Germano
Sons das máquinas de sapateiro e conversa acerca das mesmas e da vida de sapateiro naquela artéria de Santa Clara.
7. Autódromo de Coimbra 
Gravação sonora de automóveis telecomandados em competição.
8. Margem esquerda do Mondego
Vento nas folhas das árvores. 
9. Parque Manuel Braga
Escuta-se a água que bate por baixo do Basófias; os mastros das bandeiras do Museu da Água; o vento nas folhas das árvores; um motor de refrigeração do restaurante; o repuxo de água no Mondego.
10. Largo da Portagem
Fatalismo acústico humano. Conversas nas esplanadas do comércio de restauração desta zona da cidade. Turistas, muitos turistas.
11. Rua dos Esteireiros
Leve vento que faz com que as flores de papel típicas dos santos populares baloicem; há alguém que passa e cumprimenta: é o Manel, figura da cultura e da baixa de Coimbra.
12. Margem direita do Mondego
Passeio sonoro desde a Rua dos Esteireiros até ao Memorial do Torga, no Mondego. Pessoas na rua, tráfego, autocarros parados, água do Mondego a bater nas escadas do cais.

Coordenação: Catarina Pires
Execução Plástica / Arquitectura : Ana Fróis
Programação Sensorial / Electrónica: João Lourenço
Recolha e Edição de Sons: Luís Antero
Parcerias: Escola Básica de S. Bartolomeu, Departamento de Arquitetura da Universidade de Coimbra
Agradecimentos: José António Bandeirinha, Susana Lobo, Maria José Pereira